date Duas Leitoras | Literatura e entretenimento: Maio 2015

27/05/2015

{Resenha} Coleção Entre o Agora e o Nunca - J. A. Redmerski

27/05/2015
Olá! Por incrível que talvez possa parecer, hoje não falarei sobre um livro de romance sobrenatural, ou um livro de que a principal é a "fodona" da história, hoje falarei sobre um romance normal, que tinha tudo pra ser clichê mas não foi ♥

resenha-livros
resenha-entre-o-agora-e-o-sempre


26/05/2015

Voltando aos poucos

26/05/2015

Meu deus, quanto tempo eu não entro aqui IUAHSIUHAIUSH
Confesso que ainda tenho vários rascunhos aqui mas não postei eles por pura preguiça, e também por motivos pessoais eu deixei de lado facebook, instagram, blog e mais um monte de coisas, agora que está começando a melhorar eu voltarei a postar todo dia <3 yay!
Vou fazer como a nossa amiga Kemmy e deixar vocês escolherem o próximo livro que eu resenharei:

Os últimos anos de Marilyn Monroe - Keith Badman
Star Wars, Herdeiro do Império - Timothy Zahn
Simplesmente Ana - Marina Carvalho
Trono de Vidro - Sarah J. Maas


Minhas resenhas ainda terão a trilha sonora, os gifs engraçados e tudo que tinha antes, então escolham sabiamente a próxima resenha u.u ah, e nesse meio tempo que eu fiquei sem postar aqui eu escutei muito k-pop (k-popeira assumida) e rock clássico (sentido, cadê?) então as próximas trilhas sonoras serão beeeem diferentes, dependendo do livro irei até colocar música celta hahauahuahauah então né
Esse domingo (31/5) eu irei postar a resenha vencedora!
yay!
Claro que irei resenhar todos dessa lista, mas será (bem) depois, tenho muitos na lista de resenhas ainda IUHAISUHAIUHS
Então, beijos e até mais!

23/05/2015

{Resenha} Divergente - Veronica Roth

23/05/2015
divergente-e-bom

Divergente
Autora: Veronica Roth
Editora: Rocco
Gênero: Distopia
Páginas: 502
Avaliação: 5/5

Oi gente, tudo bem?
No meu último post eu pedi pra vocês escolherem qual seria a próxima resenha aqui do blog. Foi uma "disputa" bem acirrada, resultando em 7 votos para Divergente e 5 votos para Como falar com um viúvo. Portanto, já sabem qual será a minha próxima resenha, né?
Sem mais delongas, vamos falar sobre essa aventura distópica incrível.

Eu comecei errado: assisti o filme, me apaixonei e só depois li o livro. Mas até que foi bom, pois do contrário eu talvez nem desse uma chance pra essa trilogia. E é muito bom ler o livro podendo imaginar exatamente cada cena. O filme é BEM fiel ao livro!

Narrado em primeira pessoa, nossa protagonista é Beatrice Prior. O ambiente é uma Chicago futurista, onde a sociedade foi separada em cinco facções - Abnegação, Amizade, Audácia, Erudição e Franqueza - de acordo com o que consideram mais importante como virtude. Beatrice nasceu na Abnegação, que tem como virtude o seu altruísmo. Mas ela sente-se deslocada, criticando seus hábitos em diversas passagens e se perguntando se realmente pertence àquela facção.
Depois que completam dezesseis anos, todos os jovens devem passar por testes de aptidão que irão definir qual facção é a mais indicada para cada um. A partir dos resultados, deverão decidir se continuarão com suas famílias ou se serão transferidos.

"Nas manhãs em que meu irmão prepara o café, a mão de meu pai acaricia meus cabelos enquanto ele lê o jornal e minha mãe cantarola ao limpar a mesa - é justamente nessas manhãs que eu me sinto mais culpada por querer deixá-los"- Pág. 9

Durante o teste de aptidão, Beatrice recebe um resultado raro e é avisada que corre perigo. A partir desse momento, todas as decisões que tomar poderão mudar o rumo de sua vida. Ninguém deve comentar sobre seus resultados - principalmente ela - o que torna sua escolha no dia seguinte ainda mais difícil. Beatrice deve honrar seus pais e ficar com eles, mesmo que isso não seja o que ela realmente deseja, ou seguir seus próprios instintos e correr o risco de ser rejeitada por sua família pelo resto de seus dias?
Tudo o que a protagonista pensava nos levava a crer que ela seria transferida. E foi o que ela fez, escolhendo a Audácia como novo lar. Isso significou um novo começo, inclusive um novo nome: Beatrice decide que será chamada de Tris. Mas o que parecia ter sido a decisão mais sábia a ser tomada se mostrou uma fonte de problemas. Os iniciandos devem passar por diversos testes para provar que merecem estar aonde estão e quem não merecer vira um sem-facção. Tris é pequena e fraca e não apresenta um grande potencial para permanecer na Audácia, mas isso começa a mudar quando ela se aproxima de seu instrutor, Quatro.

resenha-de-divergente

Fora do complexo da Audácia, a líder da Erudição, Jeanine Matthews, faz de tudo para destruir a Abnegação, alegando que seus líderes não deveriam estar no poder. Capaz de artimanhas e mentiras para reforçar sua teoria, Jeanine publica artigos difamando a facção rival. Mas será que todos os artigos são falsos? Outro de seus planos é destruir os conhecidos como Divergentes. Mas quem são eles e que mal podem trazer à sociedade? E Tris, vai conseguir superar seus medos e fraquezas para conseguir permanecer na facção que escolheu, ou seu destino é tornar-se uma sem facção? Essas são algumas das perguntas que vão sendo respondidas aos poucos. Como eu já tinha assistido ao filme, não tive grandes surpresas. Ainda assim, foi uma leitura incrível! Muitas coisas que não são explicadas no filme são bem detalhadas no livro.

Permeada por conflitos políticos, rivalidades, dúvidas, injustiças e - por que não? - romance, Divergente é uma obra distópica muito bem construída. Vamos acompanhando o amadurecimento de Tris e a forma como ela lida com as novas situações que surgem a cada momento. Por vezes, senti vontade de entrar no livro e dar uns tapas na cara dela e eu realmente gosto muito disso, pois significa que eu consegui me conectar com a personagem. Muitas pontas ficam soltas ao fim desse primeiro livro, o que me fez agradecer aos céus por já ter os dois próximos volumes em mãos, ou eu sei que ficaria louca esperando por eles! Aliás, já estou na metade de Insurgente.

Quanto à diagramação, as folhas são amareladas, com uma boa margem e as letras estão em um tamanho bem agradável. Os capítulos têm cerca de dez páginas cada e eles passam tão rápido que eu nem percebia a velocidade com que estava avançando na história. A escrita de Veronica é fluida, apesar de eu ter que reler alguns trechos para conseguir visualizar bem a cena. Encontrei alguns erros de revisão, mas nada que atrapalhasse a leitura. A capa tem o título e nome da autora em alto relevo ♥

frases-divergente

Algumas considerações:

► Essa é a primeira resenha que escrevo em meses. Fiquei com medo de revelar mais do que deveria da história e, como estou lendo Insurgente, não lembro bem aonde termina um livro e aonde começa outro. POR FAVOR, comentem aqui embaixo o que acharam da resenha. Faltou algo? Sobrou algo? Todo elogio e crítica construtiva são bem-vindos!

► Me desculpem pela péssima qualidade das fotos de celular. Pegaram minha câmera emprestada há meses e ainda não devolveram ¬¬

É isso! A próxima resenha será do livro Como falar com um viúvo, ok? Vou tentar fazer as resenhas logo que terminar a leitura para não ficar desnorteada como fiquei com Divergente.

Beijos!

20/05/2015

Novidades!

20/05/2015
Caramba, sério que já fazem quase quatro meses que me afastei do blog? :O
Como o tempo está passando depressa!
Bem, acredito que a grande maioria saiba da crise que está acontecendo aqui no Paraná, as greves de faculdades e colégios e tudo o mais, então agora eu estou de "férias obrigatórias". Sendo assim, senti saudades do blog. Não abandonei minhas leituras, fiz algumas resenhas no Skoob, mas aqui é diferente, né?
Há um tempo, ganhei um layout num sorteio mas tô sofrendo um pouquinho para arrumá-lo. Pretendo fazer isso em breve, porque um dos motivos que me desanimaram de postar aqui foi esse layout horrível desagradável. Ok, é horrível sim, podem dizer. Mas é que é tão complicado mudar as coisas pelo HTML! Juro que vou me esforçar. Alguém tem blogs que ensinam a mexer com HTML para indicar?
Assim que conseguir me organizar bem, vou postar as fotos que os ganhadores de sorteios me enviaram (quase nada atrasada :p) e também pretendo lançar um TOP comentarista em Junho ou Julho, portanto: fiquem ligados!
Meu próximo post será uma resenha e preciso que vocês me ajudem escolhendo:

- Como falar com um viúvo (Jonathan Tropper)
- Divergente (Veronica Roth)
- Maktub (Paulo Coelho)

É só deixar um comentário aqui embaixo dizendo qual resenha vocês querem ver por aqui!
Ah, e quem quiser me adicionar no Skoob, está aqui o link. Todos são muito bem-vindos! Tenho alguns livros para troca, então se alguém tiver interesse também pode me enviar uma mensagem.

É isso, pessoal. Não prometo postar aqui todos os dias, porque mesmo sem aula ainda ando com muita coisa pra fazer, mas não quero ter que abandonar o blog de novo.

Beijos!