date Duas Leitoras | Literatura e entretenimento: Junho 2015

30/06/2015

Sobre a Maratona Arrasta Pé Literário

30/06/2015
Oi, gente!
Como vocês viram, há alguns dias eu fiz uma postagem de divulgação da Maratona Literária que eu participei (tentei), que consistia em ler 1500 páginas em 10 dias. Eu conseguiria. Juro que conseguiria. Mas aconteceu uma coisa que mudou tudo...



Eu descobri que estou grávida! *-* Então, em meio a a) papeladas, exames e consultas, b) ansiedade que não me deixou concentrar em nada e c) sono que me fazia desmaiar em minutos após iniciar uma leitura, acabou que d) não li nem metade do que deveria para completar a meta. Rs. Mas tudo bem! Segue em frente, tem outros dias pra ler. Tem uma "coisa" mais importante agora. Além disso, minha querida faculdade (que estava em greve) voltou às aulas hoje, então tava me organizando nesse aspecto também. Ou seja... nada de férias, nada de maratonas de férias, aliás nada de maratonas por um bom tempo. O saldo dessa foi o seguinte: 


muncle-trogg


Concluí a leitura de Fala sério, filha! e atribuí nota 5 a ele. Os motivos você ficará sabendo quando ler a resenha.

Concluí a leitura de Muncle Trogg, o menor gigante do mundo e atribuí nota 2 a ele no Skoob. Isso porque levei em conta apenas a história. Se for levar em conta a diagramação e revisão, nota 3. Pergunta: vocês querem resenha? Eu falei um pouco sobre ele no meu Skoob, mas se quiserem faço uma coisa mais completinha. Comentem aqui embaixo, por favor :)


Antes de concluir essas duas leituras, iniciei Melancia. Como já disse em outra postagem, começou MUITO bem e só desandou. De 3 estrelas do histórico de leitura, caiu pra 2. Percebi que ando meio exigente ultimamente! kkkk mas enfim... realmente a trama não está me envolvendo como estava no começo, ficou tudo muito arrastado e repetitivo. A protagonista é imatura demais, negligente demais, mimizenta demais. Tô esperando um amadurecimento da parte dela e também que o ex marido dela se f*, senão já teria abandonado.

Iniciei hoje a leitura de O guia do mochileiro das galáxias e, apesar de estar bem no começo, estou adorando! Já atribuí nota 4 no histórico de leitura porque a escrita é realmente agradável e instigante, além de muito divertida. Não sabia bem o que esperar, talvez por isso minhas expectativas tenham sido superadas.

Anjos e Demônios será o Grand Finale... MUITA gente falou super bem dele por aqui quando disse que ele estava na minha meta e estou bem curiosa. Quero dedicar meu tempo somente a ele (pois Melancia estou lendo intercalado com os outros 3 anteriores e isso tem me atrapalhado). Vocês querem resenha ou quotes? Por favorzinho, comentem aqui embaixo!


Bem, então foi essa a minha primeira experiência com Maratona Literária. Com certeza pretendo participar de outra(s), só não sei quando! Essa é a última postagem do mês de Junho válida para o Top Comentarista. Vocês podem comentar até dia 02/07, ok? Depois dessa data o formulário que consta no link abaixo não estará mais disponível. O resultado será divulgado até o dia 10 de julho. Participem! Corram que dá tempo ♥

PS: se possível, respondam minhas duas perguntas sobre as resenhas de Muncle Trogg e Anjos e Demônios, ok? É importante que eu saiba o que vocês preferem :)

Comentou? Não esqueça de validar a participação no Top Comentarista!
Beijos!

29/06/2015

{Divulgação} Em busca da perfeição - Raquel Machado

29/06/2015
Oi, gente!
Essa última semana tem sido bem corrida pra mim. Era pra ter liberado uma ou duas resenhas mas ainda não deu. Pra não deixar vocês sem postagem, vim trazer o novo conto da autora parceira Raquel Machado. Esse fala dos padrões estéticos e busca pela perfeição.
Ficou curioso? 
Pode ler no Wattpad ou então assistir ao vídeo (com direito a trilha sonora!). O vídeo é bem curtinho, tem um pouco mais de 2 minutos e vale muito a pena! Gera uma reflexão bem bacana.

     

Me respondam: o que vocês fariam pela estética, para se encaixar nos padrões de beleza impostos pela sociedade atual?

Comentou? Não esqueça de validar a participação no Top Comentarista!
Beijos!

25/06/2015

{Resenha} Fala sério, filha! - Thalita Rebouças

25/06/2015
Oi, gente!
Andei sumida, né? Me desculpem. Realmente essa semana está bem corrida! Minha faculdade (que estava em greve) voltará em breve, então tô tentando me organizar e "correr" com as leituras enquanto estou ociosa, rs. 
Comecei a ler os livros da maratona. Melancia (Marian Keyes) estou lendo em formato digital e estou decepcionada. Começou tão bem e de repente só desandou. Tá chato, arrastado, repetitivo. Só não abandono porque a) sou curiosa demais e quero saber o desfecho b) disseram que depois da metade melhora, e estou quase na metade. Fala sério, filha! só não terminei de ler antes por falta de tempo, porque... bem... leiam a resenha que entenderão :)

dica-livro-infantojuvenil

Fala sério, filha!
Autora: Thalita Rebouças
Editora: Rocco Jovens Leitores
Gênero: Infantojuvenil
Páginas: 216
Avaliação: 5/5

Conheci os livros da Thalita ainda na adolescência... lembrava-me vagamente de Maria de Lourdes, seus pais e suas peripécias. Quando recebi esse livro (ganhei na promoção Páscoa Literária, do blog Leitor Sagaz), sabia que seria diversão na certa.

Thalita tem uma escrita leve, fluida e incrivelmente divertida! São diálogos muito bem elaborados, situações constrangedoras - e a gente se vê nelas, o que é o melhor. Além de me ver nas situações, relembrando minha infância e adolescência, imaginei como será a minha filha, quando tiver uma.

Foi uma experiência muito gostosa ler esse livro. Me peguei tendo que conter o riso algumas vezes, para não acordar o namorado.



resenha-fala-sério-filha!

Ok, mas do que se trata o livro? 

Fala sério, filha! é o sexto livro da série "Fala sério". Antes dele, vieram Fala sério, mãe!, Fala sério, pai! e outros. Maria de Lourdes é a filha, Ângela Cristina é a mãe e Armando é o pai. Esse sexto livro é a "vingança" dos pais de Malu por todas as suas proezas ao longo de 21 anos de vida. Permeado por muita ironia, diálogos absurdamente reais e a certeza do amor presente nessa família, esse é um livro mais do que recomendado!

"- Obedece, concorda com tudo. O segredo é não contrariar a mulher. Esse negócio de hormônio mexe demais com elas. Quando der vontade de xingar, xinga, mas xinga mesmo, com vontade. Só que em pensamento. Não é a mesma coisa, mas dá um alívio..." - Pág. 7

São mais de 50 crônicas, desde que Maria de Lourdes tinha seus seis meses de idade até os 21 anos. Curtas, objetivas, irônicas, divertidas. Não sei dizer o que foi melhor: relembrar cada fase da minha vida (e rir muito com isso), ou perceber tudo que minha mãe já fez e com certeza ainda fará por mim. Isso sem falar nos pensamentos que tive sobre como meus filhos serão e como eu serei com eles!

Os "capítulos" são intercalados entre Ângela Cristina, Armando e alguns poucos são narrados por Maria de Lourdes. 
"Ter filhos pequenos é assim. Uma surpresa diária. O problema é que devíamos nos acostumar com o fato de que crianças fazem e dizem bobagens o tempo inteiro." - Pág. 46

Pode parecer uma "reles" leitura despretenciosa, mas essa foi além! Como eu disse anteriormente, todas as crônicas me fizeram refletir pelo menos um pouquinho. Passado, presente e futuro se mesclaram de uma forma deliciosa! Thalita cumpriu direitinho o papel de nos divertir com as crônicas de Malu ("Maria de Lourdes!", como diria Ângela Cristina)

"[...] é tão lindo ver a sua carinha saindo da escola.
Mentira! Ela saía com uma cara de tédio que só piorava quando seu olhar cruzava com o meu ou com o do pai. Essa cara de tédio, aliás, é uma constante a partir de uma certa idade. Os filhos são simplesmente seres humanos entediados. Ó, ceus. Ó, vida! Realmente, é muito dura a vida dos adolescentes! Eles não têm conta pra pagar, não têm quase nenhuma responsabilidade, não lavam, não passam, não cozinham, não cuidam da casa, não se estressam com chefes, com clientes..." - Pág. 134
Sobre os aspectos físicos: a diagramação tá simples, mas bem bonita. Cada abertura de uma "nova idade" tem os desenhos de flor que constam na capa. Falar nela, o título e o símbolo da Rocco estão em alto relevo! Lindo, lindo. As orelhas são maiores que o normal. A da capa traz Maria de Lourdes discutindo com sua mãe por causa do livro. A de trás fala um pouco sobre a Thalita (ela tem 40 anos, gente! 40 anos! Eu daria 28, no máximo!). As folhas são brancas, mas a leitura é tão gostosa e dinâmica que não me atrapalhou em nada. As letras estão em um tamanho bem agradável e o espaçamento é bom.

quotes-fala-sério-filha

Resumindo: livro mais do que recomendado!
Alguém já leu ou ficou com uma vontadinha de ler? Me contem! Levem em consideração que eu estou quase desistindo de um livro da Marian Keyes, hein? Chega desse preconceito com a literatura brasileira!

Comentou? Não esqueça de validar a participação no Top Comentarista!
Beijos!

21/06/2015

Desabafo: sobre pessoas que participam de sorteios

21/06/2015
Oi, gente. Tudo bem?
Hoje eu vim falar de uma coisa que provavelmente todo blogueiro passa/passou/passará quando se trata de sorteios em Resenha Premiada.
É natural que quando fazemos uma postagem (seja ela qual for) desejemos comentários coerentes sobre ele. E isso não significa apenas elogios! Podem ser críticas, desde que sejam construtivas e não contenham ofensas. Qualquer coisa que mostre que a pessoa realmente leu a postagem. 
Quando um sorteio é lançado sob título de "Resenha Premiada", em 90% dos casos uma das regras obrigatórias é COMENTAR SOBRE A POSTAGEM. E comentar sobre a postagem não é dizer "adorei", "concordo", "ótima resenha", "fiquei curioso(a) depois que li sua resenha". Gente! Qualquer um percebe na hora que nenhuma palavra foi lida e isso é muito, muito chato. 


Entendam: a pessoa lê o livro, faz uma resenha sobre ele com todo o carinho, se esforça em mostrar os pontos positivos e negativos sem soltar spoiler, vai atrás de divulgação, paga do próprio bolso para ser enviado ao vencedor e não merece nem ao menos um comentário decente sobre o que escreveu? Ah, me desculpem. Tenho certeza de que muitas pessoas (provavelmente, todos os blogueiros) concordarão comigo nesse ponto. É um comentário, gente! Ler uma postagem e comentar algo coerente não vai fazer com que os dedos caiam. Se não vai se dar ao trabalho de ler, então que nem participe!
Sabe o que é pior? Além da pessoa não ler a resenha e fazer um comentário genérico, percebe-se que nem ao menos leu as REGRAS. Nem ao menos está participando da maneira "correta". Acho um desaforo. 

O objetivo dessa postagem não é fazer ninguém se sentir ofendido, mas sim repensar suas atitudes. É legal participar (e principalmente, GANHAR) sorteios? Claro que é! É maravilhoso! Mas faça a sua parte nisso também. É uma coisa bem simples, que além de deixar o blogueiro feliz, vai fazer com que sua participação esteja garantida.


Comentou? Não esqueça de validar a participação no Top Comentarista!
Beijos!

19/06/2015

{Livro que virou filme} Marley & Eu

19/06/2015
Oi, gente!
Recentemente eu concluí a leitura de Marley&Eu. Já tinha assistido o filme diversas vezes, mas o livro tava paradinho na estante esperando há um tempão. Quando estava quase concluindo a leitura, assisti o filme novamente para ver se eram tão semelhantes quanto eu me lembrava. Resultado: não são. Claro que muitas coisas são idênticas mas como o próprio nome diz, muitas coisas foram "adaptadas", por exemplo a escolha do nome. No livro, John nos conta que Marley foi escolhido pois Bob Marley era como uma trilha sonora da vida do casal, e no filme não é bem assim. De qualquer modo, ambos são excelentes!



Eu tirei algumas fotos de como o livro ficou (marquei 26 citações :O) porque finalmente devolveram minha câmera (todos comemoram), mas na hora de passar pro computador não deu porque: a) meu leitor de cartão tá estragado e b) não enviaram o cabo ¬¬ olha, é brincadeira. 

De algum modo, ter Marley conosco e ver como as pessoas desconhecidas olhavam assustadas para ele dava-nos uma sensação de paz que talvez não conseguíssemos ter de outra forma. Ele era um imenso cão amoroso, cuja estratégia de defesa contra intrusos certamente seria lambê-los até matá-los. - Página 55

Por mais patético que parecesse, Marley se tornara minha alma gêmea masculina, um companheiro constante, meu amigo. Ele era o espírito livre, indisciplinado, recalcitrante, não-conformista e politicamente incorreto que eu sempre quis ser. - Página 151

Filhos servem de marcadores de tempo escancarados, impossíveis de ignorar, indicando a marcha incessante da vida que de outro modo pareceria um infinito mar de minutos, horas, dias e anos. - Página 196


Tantas pessoas reinventam seus bichos de estimação quando eles morrem, transformando-os em animais nobres, sobrenaturais, que, em vida, faziam tudo por seus donos, menos fritar ovos para o café da manhã. Eu queria ser honesto. Marley era um pé no saco engraçado e ordinário, que nunca entendeu muito bem como acatar uma ordem. Francamente, ele talvez tenha sido o cão mais mal comportado do mundo. Mesmo assim, desde o início, ele entendeu o que significava ser o melhor amigo do homem. - Página 289


Você ainda não assistiu ao filme? :O NÃO FALA UMA COISA DESSAS!

Assista ao trailer e vá logo corrigir esse erro!


O livro também é excelente! A escrita de John é fluida, apesar de tudo ser bem detalhado. Já leram? Também amaram? Me contem!

Comentou? Não esqueça de validar a participação no Top Comentarista!
Beijos!

17/06/2015

{Divulgação} Maratona Arrasta Pé Literário!

17/06/2015
Esperamos meses por essa data! Sobrevivemos as festas de final de ano, carnaval, páscoa... e agora, o São João!

Essa data festiva pode ter vários significados.

Para uns, comida boa! Pamonha, milho cozido, canjica, cuscuz, pipoca, pé-de-moleque, quentão, vinho quente, batata doce... são apenas alguns exemplos do que encontramos nessa época maravilhosa. Para outros, forró! Um bom arrasta pé, quadrilha, xote, baião, dança a dois, como não amar?? E por último, e não menos importante, FÉRIAS!! (Sim, com letras gritantes) Sombra e água fresca! Dormir muito, atualizar os episódios daquela série que você ama, dá uma passadinha no cinema que você não vai á tempos, e ler! Colocar em dia aquela pilha de livros que só faz crescer desde 1999, e você acha que nunca vai conseguir se organizar.

Se essa é a sua situação cara leitor, venha pegar o caminho da roça conosco!

O desafio - Ler 1500 páginas em 10 dias. Ou seja, não definimos a quantidade de livros, para ficar mais fácil – ou não rs.

Entre na dança - Para participar é necessário curtir as páginas do Minha Velha EstanteCoisas de MeninasDe tudo um Pouquinho e o Conversa de Livro.

Iniciando a quadrilha - Comentar nesse post seu nome/Link do facebook/email para contato + livros escolhidos e suas respectivas páginas.

Atenção, são 1500 páginas!! Pode ultrapassar, mas nada menos que isso.
As inscrições para a maratona começam dia 12/06 e terminam dia 20/06. Não perca o prazo para não ficar de fora!!

Pulando fogueira - A música começa a tocar dia 21/06 e termina dia 30/06 à meia noite. Ou seja, dez dias de muito xote!

Olha a chuva - Para ter um controle de quem conseguiu finalizar a maratona, todos os livros lidos deverão ser resenhados – pode ser uma mini resenha – no blog/skoob.

Fogos de Artificio - Para quem terminar a maratona, postando todas as resenhas, participará do sorteio final concorrendo a um SUPER KIT LITERÁRIO.

Todo mundo se enturmando - É essencial que todos solicitem participar do grupo, clique AQUI. Lá vai ser o local onde nos conheceremos melhor, colocando nossos sentimentos durante a leitura. E o mais importante: vai ser o local onde vocês colocarão os link das resenhas. Só vai ser possível solicitar a participação no grupo durante o período de inscrição. Chame os amigos, e vamos todos para o arrasta pé.



Os livros que eu escolhi para participar da maratona são os seguintes:


Preferi uns livros mais leves pra não correr o risco de estagnar. Já leram algum desses? Gostaram? Vão participar da Maratona? *-* ahhhh eu tô bem empolgada! Acho que era isso que eu precisava pra dar um gás nas minhas leituras atrasadas.

Não esqueçam de ler atentamente as regras, caso queiram participar. Estou apenas divulgando!

Comentou? Não esqueça de validar a participação no Top Comentarista!
Beijos!

15/06/2015

{TAG} Minha semana em livros

15/06/2015
Oi, gente! Tudo bem? Que final de semana preguiçoso! Por aqui choveu muuuito, então tudo se resumiu a comer e dormir hahaha até ler acabou ficando pra depois. A ideia era liberar uma postagem sobre Marley & Eu, mas como ainda não concluí a leitura achei melhor esperar um pouquinho. Pra não ficar sem post, vim com uma TAG bem legal que eu vi no blog Por trás das linhas. Segundo o que o Dhow pesquisou, quem criou a tag foi a Pam do blog Garota It. Vamos começar? Clicando nas capas você é redirecionado para a sinopse no Skoob, caso queira saber mais.

Domingo – Um livro que você não quer que termine ou não quis que terminasse:


Insurgente foi um livro que eu queria MUITO descobrir o final, mas ao mesmo tempo não queria ficar carente dele, por isso fui lendo bem devagar. Na verdade, ainda não li Convergente pelo mesmo motivo. Tô curiosíssima para entender tudo o que aconteceu nos dois primeiros livros, mas me recuso a me despedir de Tris e Quatro.


Segunda – Um livro que você tem preguiça de começar:


Na verdade, eu tenho preguiça de qualquer livro grande e espesso. O grande problema desse livro em especial é ele ser uma série. E eu sei que se eu começar e gostar, não sossego até terminar todos. Então, ele vai ficando pro final da fila.






Terça – Um livro que você empurrou com a barriga ou leu por obrigação:


Eita livro chaaaaaaato. Achei que seria tão bom e me deparei com uma história focada em jogos de futebol. Sério? Sério mesmo? Li até o final com esperança de algo realmente surpreendente acontecesse, mas o que aconteceu foi que eu fiquei com vontade de jogar o livro na parede. Total perda de tempo.





Quarta – Um livro que você deixou pela metade ou está lendo no momento:


Livro fofíssimo! Assisti o filme na quinta-feira para relembrar alguns trechos e descobri que ele não é tãão fiel ao livro quanto eu lembrava, ainda assim ambos são ótimos! A escrita de John Grogan é maravilhosa e nos faz querer ler mais e mais (só mais um capítulo antes de dormir e...)





Quinta – Um livro de quinta. Um livro que você não recomenda.


Achei a premissa super interessante, mas desde o começo já fiquei um tanto confusa com o que estava acontecendo. Min e Ed eram um casal, mas vários motivos fizeram com que se separassem. Min mostra um objeto e discorre sobre ele durante um capítulo inteiro, apontando os motivos que os fizeram terminar. Os problemas: não me envolvi com ninguém e não achei a maioria dos motivos de Min válidos. Sem contar as inúmeras menções a filmes que eu nunca nem ouvi falar. Resultado: abandonei na metade.



Sexta – Um livro que você quer que chegue logo (lançamento ou compra)


Eu não comprei esse livro, mas quero muito! Tanto ele quanto o seu primeiro volume. Gostei demais da premissa de ambos e também das resenhas que tenho lido. Se alguém me perguntasse AGORA qual o livro que mais desejo, seriam esses.






Sábado – Um livro que você quis começar novamente assim que ele terminou


Acho que falei algumas vezes desse livro por aqui, mas com certeza falarei sempre! Essa deveria ser leitura obrigatória em todas as escolas. Os temas principais são bullying e suicídio e a forma como foram abordados me prendeu de um jeito único! Li o ebook e depois não sosseguei enquanto não comprei a versão física. Creio que é o livro mais caro que tenho na estante (R$47,50 eu acho - e comprei pela Internet!)



E aí? Gostaram das minhas escolhas? Já leram algum (ou alguns) desses livros? Comentem aqui e façam meu dia mais feliz!

Comentou? Não esqueça de validar sua participação no Top Comentarista de Junho

Beijos!

12/06/2015

{Projeto} Culturação #2: O amor está no ar...

12/06/2015
Oi, gente!
Eita dia que tem o dom de deixar as pessoas mega felizes ou mega tristes. Calma lá! Passar o Dia dos Namorados sem um namorado não é tão ruim. Antes só do que mal acompanhado, viu? De qualquer forma, é inevitável ver fotos de pombinhos apaixonados por aí. E (desculpem) hoje por aqui não vai ser diferente. O segundo tema que escolhi do Projeto Culturação é O amor está no ar, e tenho a "missão" de postar imagens de 6 casais fofos - não necessariamente da literatura. Outros temas do Projeto.
Tenho que confessar uma coisa: sou péssima para romances. Não é meu gênero literário favorito e, apesar de gostar de filmes, é raro eu ver um casal e pensar "eu quero isso pra mim!", portanto a escolha foi difícil e eu sei que devem existir outros milhares de casais mais fofos, mas vamos lá:


Jack e Rose
Ahhhh, tem que ser muito sem coração pra não chorar com essa cena, gente! Titanic é um filme que eu já assisti umas 15 vezes e com certeza vou continuar assistindo pelo resto da vida. Os efeitos poderiam ser melhores (fui percebendo com o tempo), mas a história é toda linda. Não importa se eu já sei o final! Vou chorar sempre como na primeira vez.


Holly e Gerry
Eita outro filme que já assisti sabe-se lá quantas vezes mas que assisto de novo toda vez que passa. Imagina o tamanho do amor e dedicação de uma pessoa que planeja algo assim, cara. Sério. Detalhe que eu assisti com meu namorado e quando comecei a chorar ele disse "não se iluda porque quando eu morrer não vou fazer isso, não". Insensível! Para quem não sabe, o filme é PS: eu te amo.
Quero ler o livro em breve! 


Tris e Quatro
Acho que ele tem bem mais cara de Quatro do que de Tobias #falomesmo. Esse casal ganhou meu coração desde que assisti Divergente. Depois que comecei a ler a trilogia o amor e carinho por ambos só aumentou. E sim, ainda estou enrolando para ler Convergente porque não quero me despedir deles ♥


Sarah e Tom
Talvez muitos de vocês nem saibam a que filme esse gif pertence, então eu digo que vocês não sabem o que estão perdendo! Recém-casados conta a história desses dois doidos aí, que tinham um relacionamento perfeito até decidirem se casar. A partir daí, tudo desanda e eles se envolvem em várias situações cômicas e trágicas. É um filme lindo e eu também SEMPRE choro.
PS: ainda não acredito que a Brittany Murphy morreu


Gus e Hazel
Não poderiam ficar de fora. Eu já falei diversas vezes que não curti tanto o livro, mas o filme. Ahhhh o filme ♥ é incrível a cumplicidade de ambos e com certeza é um relacionamento invejável. Tão jovens e tão maduros, sei lá. É lindo vê-los juntos e CLARO que eu sempre choro. Inevitável.


Jamie e Landon
Uma coisa sobre mim: histórias de pessoas que se odeiam e depois acabam se amando sempre ganham meu coração. Ok, nem sempre, mas em 90% dos casos. É maravilhoso ver como Landon se empenha por essa garota por quem ele prometeu NÃO se apaixonar. O livro foi meu primeiro e único contato com Nicholas Sparks, também. É uma história para aprender e se apaixonar (e chorar).

E aí, gostaram das minhas escolhas? Conheciam todos os casais? Todinhos? Até a Sarah e o Tom? Ahhhhhh, esse filme é incrível me contem aqui embaixo quais seus casais favoritos (não necessariamente da literatura, nem mesmo de filmes. Pode ser você e seu namorado, seus pais...)

Comentou? Não esqueça de validar a participação no Top Comentarista!
Beijos!

11/06/2015

{Projeto} Culturação #1: Ouro nativo, que na ganga impura...

11/06/2015
Oi, gente. Tudo bem?
O Projeto Culturação sempre traz temas variados de acordo com as datas comemorativas de cada mês, sejam elas nacionais ou internacionais. Os temas para esse mês envolvem (claro) o Dia dos Namorados, Dia da Ecologia, do Cinema Brasileiro e mais. Caso queiram ver os outros temas, acessem o blog Monykisses. Sem mais delongas, vou explicar o título da postagem:


Provavelmente muitos de vocês não sabem (vou confessar: eu também não sabia!), mas ontem foi o Dia da Língua Portuguesa. Esse título faz referência a um poema de Olavo Bilac, denominado (sim) Língua Portuguesa! Eis mais uma coisa boa que o projeto me trouxe. Quando vi esse título, fiquei curiosa. Curiosidade faz o quê? A pessoa ir atrás de mais informações, claro. Caso queiram saber mais sobre esse poema, cliquem aqui.

Pois bem, o objetivo dessa postagem é escrever, tirar foto ou scannear e mostrar para vocês alguns quotes de livros, mostrando a Língua Portuguesa através da nossa caligrafia. Legal, né? Eu simplesmente adorei. Tentei fazer uma coisa diferente, espero que gostem!


Apesar de não ter pegado o primeiro quote inteiro, creio que deu pra entender bem, né? Eu imaginei uma pessoa passando por essa lamentável situação e falando isso em um tom de raiva mesclado até mesmo com culpa, medo, revolta... foi uma parte do livro que me fez chorar muito. O segundo quote vale para muitas coisas na vida, né? Aquela coisa de "não quero saber a resposta, mas preciso perguntar"... Resenha Premiada: A mais pura Verdade


Esse livro é lindo! Esse quote que eu selecionei aparece diversas vezes, mas (ao contrário de em A mais pura verdade), só me fez amá-lo ainda mais! Em nenhuma das vezes em que aparece eu deixei de sentir uma dor por Doug, o protagonista. Confesso que não tenho palavras para expressar o que senti lendo esse livro, mas digo que, assim como ele me fez chorar, me fez rir muito! Sim, amigos. Jonathan fez um trabalho excelente com esse tema difícil. Sei que tô devendo resenha dele, mas é que tô preparando uma surpresinha. Aguardem!


Eita livro que eu queria terminar mas que não queria que terminasse! Tô me enrolando pra ler o último livro da trilogia simplesmente porque me recuso a me "separar" de Tris e Tobias. Tô em fase de negação, rs. Insurgente é cheinho de quotes inspiradores, mas creio que esse é o melhor de todos. Quotes - Insurgente


Vocês não sabem, mas eu tenho uma tatuagem na nuca escrito Maktub. Eu acredito muito nisso, sabe? Que as coisas acontecem porque têm que acontecer. Nem sabia do que se tratava o livro, mas comprei por causa do título. Cada página traz um pequeno texto (isso deve ter um nome...) que nos traz grandes ensinamentos. Se tornou um dos meus favoritos, apesar de ter recebido apenas 4 estrelas no Skoob (me adicionem). Pois é, pois é. Não tentem entender :p


Ah, O Pequeno Príncipe! Dispensa apresentações, né? Em breve vou trazer uma postagem mostrando ele mais detalhadamente. É ricamente ilustrado. Lindo de morrer!

E aí, gente? Gostaram do post? Me contem qual seu quote favorito! Minha letra é bonitinha, vai... deu pra entender, né?

Comentou? Não esqueça de validar a participação no Top Comentarista!
Beijos!

10/06/2015

{Projeto} Culturação - Apresentação!

10/06/2015
Oi, gente. Tudo bem? Vocês viram que o blog está participando do Projeto Literatura em Movimento? Pois é. É um projeto de Blogagem Coletiva, assim como o Culturação. A partir de hoje, vocês verão por aqui postagens desses dois projetos, cada um especial à sua maneira! Os temas do Culturação são bem variados e estão sempre de acordo com as datas comemorativas de cada mês. Ficou curioso? Vem saber como funciona e como participar!




O que é o Culturação?
Funciona quase da mesma forma que a postagem coletiva, mas com algumas pequenas alterações. Seria como um grande encontro de blogueiros onde podemos conversar sobre um mesmo tema, conhecer pessoas, esclarecer dúvidas e ainda ganhar livros e mimos.

Como funciona?
Serão lançados SEIS temas no primeiro dia de cada mês e UM tema surpresa todo dia quinze, ao todo serão SETE temas mensais. Todos os blogs participantes poderão escolher entre os temas e fazer uma postagem de acordo com o que foi pedido. Podem escolher quantos temas quiser, não precisa fazer todos, mas seria bem legal se fizesse ao menos um por mês.

Onde encontro os temas?
Nos blogs Monykisses Diário de uma Livromaníaca e no grupo. Os temas são divididos em três: três temas no Blog Monykissestrês no Blog Diário de uma Livromaníaca e o tema do dia 15 no grupo do Facebook.

Pra que serve?
Serve para conhecermos as diferentes opiniões e criatividade sobre um mesmo tema. Para interagirmos com outros blogueiros. E serve principalmente para aqueles dias em que acordamos com “amnésia-literária” e não temos a mínima ideia do que postar. E claro que para nos divertimos bastante, pois os temas propostos são sempre elaborados de forma bem criativa e divertida.

Quais são as vantagens?
1) Conhecemos vários blogs e blogueiros (o que é ótimo para o networking de um blogueiro).
2) O estímulo constante da criatividade (os temas são irresistíveis).
3) Aumento do tráfego de visualizações no seu Blog (quanto mais criativa a postagem, mais visitada).
4) Aumento do número de comentários em seu blog (quem entra para ver uma postagem acaba vendo mais).
5) Aumento do número de seguidores.6) Premiação (livros, marcadores, mimos).E estas são apenas algumas das vantagens.

Como surgiu essa ideia?
Surgiu da necessidade de criar algo para unir os blogueiros, tanto os que já estão há mais tempo na blogosfera, quanto os que acabaram de chegar. O Culturação funciona como um clube de blogueiros.

Quem são os idealizadores?
A ideia de Blogagem Coletiva surgiu em 2006 na blogosfera, mas não sabemos ao certo seu criador. Já o Culturação foi idealizado pela blogueira Monika Andreotti do Blog Monykisses e Carol dos Santos do Blog Diário de uma Livromaníaca.

Como faço para participar?
Basta estar de acordo com o Regulamento, preencher o formulário, entrar para o Grupo de Divulgações do Facebook e aguardar o lançamento dos temas. Se você está de acordo com todas as regras, seja bem vindo!

OBSERVAÇÃO: Para participar dos sorteios realizados entre os membros do Culturação, além de seguir as regras descritas no Regulamento, você tem que estar seguindo os Blogs Monykisses e Diário de uma Livromaníaca no GFC (Google Friend Connect).

Sejam todos muito bem vindos!

Comentou? Não esqueça de validar a participação no Top Comentarista!
Beijos!

{Resenha premiada} A mais pura verdade [ENCERRADO]

Oi, gente!
Quem acompanha o blog ou é meu amigo no Skoob sabe que eu estava lendo A mais pura verdade para me "curar" do fim de Insurgente e me preparar psicologicamente para Convergente. Estava precisando de algo mais leve, mais curto, mas ainda assim reflexivo. AMPV parecia o livro perfeito, mas infelizmente não foi tão bom quanto imaginei...

A mais pura verdade

Autor: Dan Gemeinhart
Editora: Novo Conceito
Gênero: Sick-lit
Páginas: 224
Avaliação: 3/5

Por favor, não me venham com pedras! O livro não é horrível e com certeza tirei diversos ensinamentos dele, mas só conseguiu me prender de verdade lá pelo final (página 150, aproximadamente).

Explico: a narrativa é "intercalada" entre Mark e sua amiga Jessie. Os capítulos que trazem consigo o 1/2 são relacionados à Jessie e uma decisão importante que ela precisa tomar. Acontece que nenhuma dessas narrativas me envolveram. A leitura é leve, fluida e levaria apenas um dia para ser concluída, mas por conta desse meu "não-envolvimento" acabou levando quatro dias.
a-mais-pura-verdade-e-bom
resenhas-livros-sick-lit ← Cada capítulo inicia assim: com a mesma imagem da capa (que será explicada no meio do livro) e os quilômetros restantes até o Monte Rainier. São em 1a pessoa


Os capítulos com 1/2 são referentes à Jessie e são bem mais curtos que os de Mark. São em 3a pessoa


Mark resolve fugir de casa para realizar um sonho: escalar uma montanha. Temos alguns problemas: Mark tem apenas 12 anos e está debilitado devido a uma terrível doença. Parece muito improvável que ele vá conseguir escalar essa montanha, mas ele sabe que não é impossível! Munido de algumas barras de proteína, frutas, água, alguns dólares, uma máquina fotográfica analógica e seu cachorro Beau, Mark sai determinado a realizar esse grande desejo e provar que ele é capaz, apesar de tudo.

Uma coisa que me irritou muito foi não saber como pronuncia Beau. Beu? Biu? Bô? BEAU mesmo não pode ser. Ou pode? Por favor, se alguém souber a resposta, me conta!

Mark deixa uma pista falsa e todos vão atrás dela. Enquanto isso, ele está se dirigindo para o Monte Rainier. Apenas uma pessoa sabe disso: Jessie. Apenas ela pode dizer aos pais de Mark para onde ele foi e o que está, de fato, acontecendo. Os jornais já começaram a noticiar o desaparecimento do menino de 12 anos e pedem que qualquer informação útil seja dada. Jessie está dividida entre o pedido do amigo e o pedido dos pais. O que ela vai fazer?

Em sua longa jornada, o menino vai passando por diversas situações. Ele insiste para si e para todos que não precisa de ninguém e que pode fazer qualquer coisa sozinho. As pessoas que tentam ajudá-lo são instantaneamente repelidas e a raiva é crescente. Como era de se esperar, muitas dificuldades estão em seu caminho. Nem todas as pessoas querem ajudar...

Como eu disse no começo da postagem, a trama só conseguiu me envolver (e me fazer derramar diversas lágrimas) lá pelo fim. Aliás, o fim me deixou bastante surpresa. Pode parecer meio óbvio para algumas pessoas, mas para mim não foi.
livros-e-quotes
Enfim, o livro teve 13 quotes marcados e eu selecionei alguns para vocês:

 Às vezes, chorar é mais fácil quando alguém chora com você. Mas outras vezes só torna a situação ainda pior. - Página 67
Esta é uma coisa que eu não entendo: por que as pessoas sempre acham que podem fazer alguma coisa só porque querem. - Página 111
Eu não disse nada. De vez em quando, mesmo as respostas certas parecem erradas, se você não gosta da pergunta. Essa é a mais pura verdade. - Página 146
A raiva só faz sentido quando você está preso no meio dela. - Página 215

Não encontrei erros de revisão. As folhas são amareladas e transferem pouca coisa de um lado para o outro, sem atrapalhar a leitura. A margem e o espaçamento estão excelentes e a fonte é de um tamanho bem agradável.

Então é isso, gente. Espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!

...

Tô brincando! Ainda tem sorteio para quem ficou curioso sobre a história de Mark.

livros-com-lombada-amarela

Serão 2 ganhadores! O primeiro leva a edição integral do livro e o segundo leva a amostra com os 6 primeiros capítulos. POR FAVOR, LEIAM O TERMS & CONDITIONS para evitar a desclassificação. Não coloquei no formulário, mas por favor coloquem o e-mail no fim do comentário para ser mais fácil entrar em contato

a Rafflecopter giveaway


OBS: Mais uma vez, desculpem pela qualidade das fotos. AINDA não devolveram minha câmera :@
Não esqueçam que esses livros foram meus, então não são NOVOS apesar de estarem em perfeito estado.

Qualquer dúvida, podem comentar aqui mesmo que eu responderei o quanto antes!

Beijos!