date Duas Leitoras | Literatura e entretenimento: Fevereiro 2017

28/02/2017

{Resenha} À procura de Audrey - Sophie Kinsella

28/02/2017
Título: À procura de Audrey
Título original: Finding Audrey
Autora: Sophie Kinsella
Editora: Galera Record
Ano: 2015
Páginas: 336
Skoob
Avaliação: 4/5

Audrey, 14 anos, leva uma vida relativamente comum, até que começa a sofrer bullying na escola. Aos poucos, a menina perde completamente a vontade de estudar e conhecer novas pessoas. Sem coragem de sair de casa e escondida por um par de óculos escuros, a luz parece ter mesmo sumido de sua vida. Até que ela encontra Linus e aprende uma valiosa lição: mesmo perdida, uma pessoa pode encontrar o amor.

Essa foi minha primeira experiência com a escrita da Sophie Kinsella - autora de chick-lit muito aclamada. Apesar do livro ser divulgado como Young Adult, acho que se encaixa mais em sick-lit. Me corrijam se eu estiver errada.

27/02/2017

{TOP 5} Reações ao ler After #1 - Anna Todd

27/02/2017
Vocês viram que eu terminei de ler After #1 recentemente e foi uma experiência não muito boa, certo?
Bom, enquanto eu lia eu ia tendo diversas reações, e agora vou mostrar pra vocês as formas que mais reagi a esse livro tão comentado!


A top das tops sem dúvida foi revirar os olhos. Em geral, nas vezes em que a Tessa chorava.

QUE-MENINA-MAIS-CHORONA.

Meu Deus. Tudo bem, ser sensível é uma coisa, mas não aguentava mais ver as descrições dos momentos em que ela "virava o rosto para Hardin não ver as lágrimas rolarem por sua face" e blá blá blá. Chata!

26/02/2017

{Resenha} Nove regras a ignorar antes de se apaixonar - Sarah MacLean

26/02/2017
Título: Nove regras a ignorar antes de se apaixonar (Os números do amor #1)
Título original: Nine Rules To Break When Romancing a Rake
Autora: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 384
Skoob
Avaliação: 4/5
A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.
E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.
Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.
Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente. 

Vou começar dizendo que eu não tinha certeza se esse era um romance histórico ou romance de época. Eu achava que era de época, mas tive que confirmar com a explicação (ótima!) da Paola, do Livros & Fuxicos.

Confesso que tinha uma birra com os romances de época - na verdade não gosto muito de romances em geral -, mas esse conseguiu ganhar meu coração. Não completamente, mas foi uma leitura bastante prazerosa.

25/02/2017

{Resenha} Colega de quarto - Victor Bonini

25/02/2017
Aviso: a partir de hoje até dia 01/03 as postagens liberadas aqui estão programadas, pois vou viajar. Tentarei aceitar os comentários antes de voltar de viagem mas a planilha de controle do top comentarista só será atualizada a partir do dia 2, portanto sem estresse se o comentário de vocês não estiver validado, ok? Boas festas!

victor bonini colega de quarto
Título: Colega de quarto
Autor: Victor Bonini
Editora: Faro Editorial
Ano: 2015
Páginas: 299
Skoob
Avaliação: 3,5/5

Eric Schatz, carioca que se mudou para São Paulo por conta do curso universitário, começa a perceber indícios de que há mais alguém frequentando o seu apartamento.
Primeiro, um par de chinelos.
Então, uma outra escova de dentes. Um micro-ondas que é ligado sozinho durante a noite, barulhos estranhos a qualquer hora e luzes que se apagam de modo misterioso.
Até que, em determinada noite, Eric enxerga o vulto do colega de quarto entrar em seu apartamento pela porta da frente.
Desesperado, o rapaz vai atrás de um detetive particular, mas parece ser tarde demais. Em menos de 24 horas, tudo acontece de modo acelerado e depois de uma ligação desesperada, cortada abruptamente, Eric despenca da janela do seu apartamento.
Em seu livro de estreia, o autor nos apresenta uma história urbana de tirar o fôlego. Um mistério que passa por uma relação familiar complicada, suspeitas por todos os lados, e camadas e camadas de culpados. Há alguém inocente?

Desde o lançamento desse livro fiquei doidinha para lê-lo. A premissa é ótima, a capa é instigante e o fato do autor ser brasileiro só me deixou ainda mais curiosa.

24/02/2017

Minhas 10 leituras de janeiro/2017

24/02/2017
minhas leituras de janeiro

Sim, eu sei que só tem oito na foto. Mas outros dois eu li também no Kindle. Pela primeira vez em muuuuito tempo, li mais livros físicos do que digitais. Vamos ver um pouco sobre cada uma das minhas 10 leituras de janeiro/2017?

23/02/2017

{Lançamento} A guerra que salvou a minha vida

23/02/2017

lançamento linha darklove

Olá, pessoas.
Vim mostrar pra vocês um lançamento da linha #DarkLove (DarkSide Books) que tem tudo pra ganhar nossos corações.
O nome é A guerra que salvou a minha vida e é da autora Kimberly Bradley.

22/02/2017

{Novidade} Parceria com a Editora Alicanto!

22/02/2017

obras da editora alicanto

Olá, pessoas.
É com enorme prazer que eu venho anunciar a nova parceria aqui do blog, dessa vez com a Editora Alicanto. Vamos conhecer um pouquinho da história e as publicações dela?

20/02/2017

{Resenha} After #1 - Anna Todd

20/02/2017
after 1 anna todd capa do livro
Título: After #1
Autora: Anna Todd
Editora: Paralela
Ano: 2014
Páginas: 524
Skoob
Avaliação: 3,5/5
Tessa, de 18 anos, sai de casa, onde mora com a mãe, para ir para a faculdade. Até então sua vida se resumia a estudar e ir ao cinema com o namorado doce que conheceu ainda criança. No primeiro dia na faculdade, onde ela passa a dividir um quarto com uma amiga que adora festas, Tessa conhece Hardin, um jovem rude, tatuado e com piercings que implica com seu jeito de garota certinha. Logo, no entanto, os dois se envolvem e Tessa, que era virgem, vê sua sexualidade aflorar.
Tessa logo descobre que Hardin possui um passado cheio de fantasmas e os dois começam um relacionamento intenso e turbulento. Depois dele, ela nunca mais será a mesma.

No começo é muito bonitinho, a impressão que é aquela implicância "normal" de quando gostamos de alguém e não queremos admitir, sabe? Eu digo isso porque já fui assim, mas não que seja algo que eu acho realmente normal ou saudável.

Ao decorrer das páginas, Hardin parece ser bipolar ou apenas muito imbecil, mesmo. Ele quer e não quer Tessa, fica claro que ele tem problemas com os pais mas ele se recusa a falar sobre isso. Então em um momento ele tá chamando a Tessa de patética e em outro está beijando-a e pedindo pra ela não deixá-lo. E o que ela faz? Isso mesmo, ela não o deixa. 

13/02/2017

{Resenha} O menino do pijama listrado - John Boyne

13/02/2017

Título: O menino do pijama listrado
Título original: The boy in the stripped pyjamas
Autor: John Boyne
Editora: Companhia das letras
Ano: 2007
Páginas: 190
Skoob
Avaliação: 4/5

Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz ideia que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e a mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e para além dela centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com frio na barriga.
Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.

Livros que têm como cenário a Segunda Guerra Mundial me fascinam. Esse período foi uma época negra para o mundo, mas é incrível ver como boas histórias podem surgir de algo tão cruel e perturbador.

O menino do pijama listrado é uma história de inocência perante as maldades do mundo; um livro escrito de forma simples mas que traz ideias e reflexões complexas. Apesar de ter assistido ao filme anos antes de ler a obra, ainda assim foram páginas emocionantes para mim.

12/02/2017

{Resenha} Três metros acima do céu - Federico Moccia

12/02/2017
três metros acima do céu resenha do livro
Título: Três metros acima do céu
Título original: A tres metros sobre el cielo
Autor: Federico Moccia
Editora: Presença
Ano: 2006
Páginas: 352 
Skoob
Avaliação: 3/5 

Três Metros Acima do Céu é um romance apaixonante que retrata uma história de amor entre dois adolescentes oriundos de contextos sociais distintos, que se conhecem na esplendorosa cidade de Roma. A intensidade da relação manifesta-se logo no primeiro encontro quando Babi, uma atraente e simpática jovem de quinze anos, conhece Step, um rapaz um pouco mais velho, com um comportamento muitas vezes agressivo e reprovável, que exerce sobre ela um invulgar fascínio. Em breve estes dois mundos (aparentemente) incompatíveis tornam-se um só, e as juras de amor eterno passam a ser a grande força motriz. Porém, Babi nunca aceitou inteiramente as atitudes violentas do namorado, nem o mundo subversivo e decadente a que Step pertence, e a relação envereda por um caminho sinuoso e inesperado… Um livro comovente e inspirador, que venceu o Premio Letterario Nazionale Insula Romana, na categoria de literatura para jovens adultos, e o Premio Torre di Castruccio, na categoria de ficção (2004).

Vi esse livro sendo vendido por "míseros" R$100. Após pesquisar um pouco, descobri que se trata de um livro raro, que não é mais produzido e só se encontra em sebos - e olha lá! Eu mesma não encontrei. Enfim, como li milhares de elogios para essa obra e gente dizendo que o preço estava ótimo, resolvi comprar. Não, gente. Eu não investiria R$100 em um livro que não sei se eu ia amar. Então tive que me contentar com a edição digital, mesmo.

E sabem que se eu tivesse comprado eu me arrependeria amargamente? Vem que eu te conto os motivos.

11/02/2017

{TOP 5} Motivos para não comprar um Kindle

11/02/2017
vale a pena comprar kindle


Já vi muito post enumerando os benefícios do Kindle e os motivos para adquirir um, e tenho certeza que vocês também já. Mas post falando sobre os motivos para não comprar um Kindle, vocês já viram?

Depois de cinco meses usando um Kindle Paperwhite que comprei usado, eu conto pra vocês porque eu DE FORMA ALGUMA compraria um Kindle de última geração.

07/02/2017

{Resenha} A revolução dos bichos - George Orwell

07/02/2017
obras distópicas george orwell
Título: A revolução dos bichos
Título original: Animal farm
Autor: George Orwell
Editora: Companhia das letras
Ano: 2007
Páginas: 152
Skoob
Avaliação: 5/5

Verdadeiro clássico moderno, 'A Revolução dos Bichos' é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos. Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista.
É irônico que o escritor, para fazer esse retrato cruel da humanidade, tenha recorrido aos animais como personagens. De certo modo, a inteligência política que humaniza seus bichos é a mesma que animaliza os homens. Escrito com perfeito domínio da narrativa, atenção às minúcias e extraordinária capacidade de criação de personagens e situações, A revolução dos bichos combina de maneira feliz duas ricas tradições literárias: a das fábulas morais, que remontam a Esopo, e a da sátira política, que teve talvez em Jonathan Swift seu representante máximo.

Lançado originalmente em 1945 e relançado inúmeras vezes por inúmeras editoras ao longo dos anos, ganhou essa belíssima edição da Companhia das Letras em 2007, assim como outras obras do autor também ganharam.

Sempre ouvi falar muito e muito bem desse livro, portanto quando tive a oportunidade de tê-lo em mãos, não pensei duas vezes. Ao contrário do que pensei, a linguagem é muito fluida e de fácil compreensão, embora seja um pouco complexo de se analisar e interpretar. Leitura obrigatória para quem gosta de distopias!

03/02/2017

Abandonei sem dó #1

03/02/2017
Desculpem a qualidade e não desistam de mim ♥

Olá, pessoas. Hoje estreia uma nova coluna aqui no blog, que não terá uma periodicidade definida mas que pretendo trazer sempre que acumularem 4 ou 5 leituras que abandonei. Espero que gostem e me contem se tiveram experiência semelhante com os livros ou se, pelo contrário, amaram as leituras!

Vamos entender um pouco os motivos de eu ter abandonado esses quatro livros acima?

02/02/2017

{Resenha} Os 13 porquês - Jay Asher

02/02/2017
Título: Os 13 porquês
Título original: Thirteen Reasons Why
Autor: Jay Asher
Editora: Ática
Ano: 2009
Páginas: 256
Skoob
Avaliação: FAVORITO!

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Eu li esse livro pela primeira vez em 2014, ainda em formato digital. Ao concluir a leitura, eu fiquei doida atrás da edição física e acabou que esse é o livro mais caro que tenho na estante. Conto um pouco sobre a compra na postagem sobre a Livraria Cultura.

Enfim, esse ano eu tive que reler para participar de um debate e confesso que estava com um pouco de medo de me decepcionar, afinal se passaram quase 3 anos desde que fiz a leitura e me apaixonei por Os 13 porquês. Eu mudei de lá pra cá, quem sabe minha percepção tinha mudado também!? Mas não foi isso que aconteceu. Eu simplesmente amei a leitura e, tirando o fato de eu lembrar de algumas coisas, foi como se estivesse lendo pela primeira vez.

01/02/2017

Resenha: Jantar secreto - Raphael Montes

01/02/2017

resenha do livro jantar secretoTítulo: Jantar Secreto
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2016
Páginas: 360
Skoob
Avaliação: 5/5

Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.

Desde que li O vilarejo viciei na escrita do autor Raphael Montes. De lá pra cá, li Suicidas (em dois dias!) e simplesmente enlouqueci com o lançamento de Jantar secreto. Furou a fila, passou na frente de uns 200 que estavam esperando e, como eu já imaginava, me surpreendeu de uma forma incrível! Para saber o que eu achei dessa leitura que eu fiz em cerca de 5 horas, continue lendo: