date Duas Leitoras | Literatura e entretenimento

08/12/2017

{Sorteio} Natal com Literatura Nacional

08/12/2017

07/12/2017

{Resenha} Apenas viva sem mim - Maria Eduarda Duarte

07/12/2017
apenas viva sem mim livro nacional resenha

Título: Apenas viva sem mim
Autora: 
Maria Eduarda Duarte
Editora: Xeque-Matte
Ano: 2017
Páginas: 111
Skoob
Avaliação:
2 / 5 😐

O jovem casal Andrew e Maryui eram perfeitos, aos olhos de todos. Tinham uma ligação esplêndida, ambos faziam tudo um para o outro. Mas, acidentes acontecem. E são capazes de transformar o mundo, ou pelo menos, o mundo específico de alguém. Quando tudo é alterado em uma noite simplória de sábado, as chamas consomem o amor existente restando só culpa, medo e desconfiança entre o que é visto e o que é a verdade absoluta. Cabe a Andrew, então, recuperar-se das queimaduras e encontrar a realidade em seus sentimentos pela esposa, mas ele acaba adentrando no mundo obscuro de Maryui – e isso pode o levar à ruína.

A sinopse já explica bem a trama, só quero adicionar aqui que a história é narrada sob o ponto de vista de Andrew, em primeira pessoa. Ainda assim, não consegui me conectar com o personagem e muito menos com Maryui (que até agora eu não sei como pronuncia).
Aliás, essa foi uma coisa que me incomodou bastante: o uso de nomes "americanizados", sendo que existem tantos nomes brasileiros bonitos.


Maryui e Andrew são um casal fofo que têm a vida modificada por um acidente grave. Não sabemos o motivo de ter ocorrido, não fica claro como ele acontece, mas é em torno dele que a história gira. A partir do momento em que esse acidente ocorre o casal fofo deixa de existir e então tudo vira em briga, raiva, ignorância e até mesmo agressividade.

apenas viva sem mim editora xeque-matte

Após o tal acidente, Andrew fica com os sentimentos divididos naquela coisa irritante de "te amo, mas não te quero" "te odeio, mas te amo" "te odeio, volta pra mim", sabem? Ele passa basicamente 90% da trama nessa enrolação e em vez de isso me deixar curiosa para entender o que estava acontecendo acabou me deixando com raiva e frustrada.

Por sorte, temos, além da narração de Andrew, alguns relatos encontrados em um diário de Maryui que são mais interessantes que essa enrolação dele, e é assim que vamos juntando as peças sobre o que realmente está acontecendo com o casal que costumava ser tão unido. Além disso, podemos conhecer um pouco mais da personagem, seu passado e sentimentos, embora eles sejam ofuscados pela doença da mesma.

O final pode ser uma surpresa para algumas pessoas, mas particularmente eu já tinha cogitado a possibilidade muito antes do desfecho, nos primeiros capítulos da trama, portanto não foi um fim surpreendente pra mim.

Enfim, a história é super curtinha mas ainda assim eu demorei a terminar de ler simplesmente porque não conseguia me sentir motivada a continuar. Nas primeiras 35 páginas há muita repetição, parece que tudo o que estou lendo eu acabei de ler em outras páginas, mas com outras palavras. O restante é confuso, não dá pra saber exatamente o que é real e o que é alucinação dos personagens - e é por isso que até mesmo a resenha ficou confusa.

resenha de apenas viva sem mim

Ok, mas se o livro me deixou tão frustrada assim, por que eu não avaliei com 0 ou 1?
Bom, há algumas frases muito boas no livro sobre o amor que não dá certo, sobre se livrar do passado e seguir em frente. Frases que me fizeram refletir e isso é algo que sempre procuro em um livro.

Apesar disso, a ideia da autora foi bacana, mas mal executada. Senti que faltou história, faltou um melhor desenvolvimento de tudo que estava sendo "jogado" na nossa cara, mas considerando que esse é um romance de estreia, só posso desejar que a autora amadureça essas questões citadas, porque ela não escreve mal.

28/09/2017

Envios de prêmios!

28/09/2017
Olá, pessoas!
Passando muito rápido só pra dizer que os envios de TODOS os prêmios que estavam atrasados foram feitos.


Seguem os códigos de rastreio:

Lívia Lima - Para sempre e Nós (SORTEIO ATÉ 1000 SEGUIDORES)
JN005150228BR

Luciane Eleoteria - Júlia, afinal existem príncipes encantados! (SORTEIO ATÉ 1000 SEGUIDORES)
JN005150231BR

Aline Santos -  Confissões de adolescente (ANIVERSÁRIO UMA MÃE LEITORA)
JN005150259BR

Natalí Marques -  Bel Canto (ANIVERSÁRIO MILKSHAKE DE PALAVRAS)
JN005150262BR

Maria Alves - Se eu fosse a Cinderela (ANIVERSÁRIO CANTINHO CULT)
JN005150245BR

Kits de marcadores para Maristela Rezende, Taiane de Sá e Larissa Dutra: carta simples sem registro. Demora um pouco mais, MAS CHEGA!

Quero pedir desculpas às vencedoras e às organizadoras dos sorteios de aniversário e principalmente agradecer quem teve a paciência de esperar, mas a vida adulta é uma coisa que não pede licença pra gente, não. Mesmo com dificuldades eu jamais deixaria de fazer os envios, mesmo que demorasse.

Obrigada a todas! Logo logo o blog estará de volta ♥

26/09/2017

Um brinde...

26/09/2017

Relacionar-se afetivamente nos tempos de hoje tem se tornado uma eterna fuga de futilidades; o quão nos faz bem ver um casal que demonstra seu amor na essência, na simplicidade e nos gestos puros de quem não se importa com o mundo ao redor, pois encontrou a quem a amar, pois encontrou o porto seguro onde pode se ancorar, mas também encontrou a quem pode navegar junto ao sabor dos ventos da vida.

Vivemos numa incansável busca de alguém para amar, porém muitas são as vezes que buscamos o amor apenas nas aparências, no que o outro pode nos oferecer física ou momentaneamente, nas baladas, nos jantares, nas viagens, nos rostos e corpos bonitos que desfilam pelas ruas como se não houvesse ninguém melhor, como se nada os pudesse abalar.

Nos acorrentamos à aparências e nos impedimos de viver bons momentos ao lado de pessoas pelo medo do que os outros estarão pensando sobre isso, omitimos os bons momentos que partilhamos pelo medo da língua alheia, não demonstramos o que sentimos verdadeiramente pelo simples fato de passar verdade nisso, pois não queremos nos "aprisionar" a alguém que nos faz bem; precisamos continuar buscando aquele que nem nos nota, aquele que tem o rosto ou o corpo mais bonito, que tem o melhor carro, o melhor emprego, as melhores amizades, frequenta os mais caros e badalados lugares, pois é claro, buscamos alguém para colocar na vitrine e expor por aí, afinal não devemos “usar” qualquer coisa.

Vamos para as baladas e saímos na caça dos rostos mais interessantes e nas melhores pegadas, ao chegar em casa nos deparamos com um saldo muitas vezes super positivo: seis ou sete beijos diferentes, vários perfumes na roupa, vagas lembranças dos rostos ou sequer dos nomes. No dia seguinte sequer uma mensagem de “bom dia”, pois estávamos muito mais preocupados com os corpos não é mesmo? Nas nossas “notificações” há sempre um carinho daquele se preocupa conosco e nos quer ver bem, e nós muito bem ignoramos ou friamente respondemos, pois por mais que o ser nos faça bem, não podemos dar o braço a torcer para o sentimento.

Um brinde à futilidade, à frieza, às aparências e a todos nós que vivemos disso!

Que percebamos logo que não precisamos de ninguém para por em vitrines, mas sim para por em nossos corações e nossas vidas. Que não nos relacionamos com os outros para nos fazer felizes, mas sim para tornar o outro feliz e nos contagiarmos com isso.


16/08/2017

Por que o Duas Leitoras não é mais atualizado?

16/08/2017

Uma imagem fala mais do que mil palavras né non, migos?
(quisera eu colocar uma imagem no TCC, entregar e tudo certo RISOS)
Enfim, tenho cerca de 40 dias nessa loucura ainda, depois disso estarei LIVREEEEEEE e aí volto pro meu cantinho. Não me abandonem ♥

Os envios dos prêmios - tanto dos sorteios feitos pelo Duas Leitoras quanto os feitos em conjunto com blogs amigos serão enviados em breve, ok? Não esqueci de vocês!